UNIARP-header-blog

Blog do EAD UNIARP

Empresas de agronegócio precisam de qualificação. Entenda!

Postado em 11 de Jul de 2019

O Agronegócio é um destaque na economia nacional. Somente o setor representa um quarto do PIB do país, o equivalente a um trilhão e meio de reais. É claro que essa relevância se mostra também na geração de postos de trabalho: 30 milhões de empregos são gerados direta ou indiretamente no ramo.

Não é a toa que as empresas de agronegócio estão constantemente em busca de profissionais qualificados. Neste artigo, você entenderá o porquê e quais são os cursos mais visados pelos empregadores.

Vamos lá?


O mercado de trabalho no agronegócio

A expansão da produção agrícola colocou o agronegócio como uma das principais atividades do país nos últimos anos. Para ter uma ideia do reflexo disso nos postos de trabalho, basta olhar para os números: houve um crescimento de 25% na contratação de profissionais, em especial aqueles com perfil técnico e de gestão em agronegócio.

Para continuarem competitivas, as empresas de agronegócio estão investindo justamente nesses tipos de trabalhadores. A ideia é contratar pessoas para ocupar posições estratégicas, de modo que consigam ampliar o seu mercado ou internacionalizar seus negócios.

Carreiras que estão em alta em empresas de agronegócio

Para aproveitar esse cenário, é preciso se qualificar e ficar de olho nas principais oportunidades.

Destacamos aqui algumas das principais carreiras possíveis de seguir em empresas de agronegócio. Confira:

Coordenadores técnicos

Os alto padrões de produção requeridos por empresas de agronegócio são garantidos pelos coordenadores técnicos. Eles são responsáveis principalmente pelo controle de qualidade, motivo pelo qual são altamente valorizados no ramo.

Gerentes comerciais

Os gerentes comerciais realizam a gestão do agronegócio sob o ponto de vista financeiro. Dessa forma, devem ter competências técnicas e humanas que permitam montar uma estratégia comercial aliada com os anseios dos clientes. Os gerentes comerciais devem garantir a competitividade do produto e disponibilidade dele ao consumidor.

Gerente de fazenda

Esse profissional administra as atividades rotineiras de uma fazenda e deve ter um bom senso de logística. Ele lidera funcionários, acompanha os processos de compra e reparo de maquinários, controla estoques e supervisiona as atividades na fazenda. É importante que o profissional saiba lidar com alguns softwares específicos que facilitam essas tarefas.

Agricultor urbano

Segundo levantamento feito por especialistas em recrutamento, o agricultor urbano está entre os profissionais demandados por empresas de agronegócio. Essa figura é responsável pelo cultivo de alimentos em locais urbanos, em especial aqueles considerados mais saudáveis, como os livres de agrotóxicos, bem como pela diminuição da distância entre o alimento e o consumidor.

Designer de máquinas agrícolas

O designer de máquinas agrícolas não precisa ser formado em um curso de agronegócio, mas também é um profissional que tem ganhado destaque na área. Ele é responsável por criar máquinas mais eficientes, em consonância com a sustentabilidade.

Embora esses conhecimentos possam ser adquiridos em cursos genéricos, como Gestão Comercial, é importante que o profissional busque um curso de agronegócio, com disciplinas e professores da área. Assim, garantirá a expertise técnica de que as empresas de agronegócio necessitam para alavancar as negociações.

E então, curioso para entrar na área? Conheça melhor o Curso Superior de Tecnologia em Agronegócio e explore todas as possibilidades dessa carreira!