Você sabia que o ENEM está passando por uma transformação, e dentro de alguns anos vai acontecer de forma 100% on-line?

O ENEM Digital terá este ano a primeira edição, contemplando uma parcela dos candidatos inscritos, mas a tendência é que até 2026 não exista mais a necessidade de as provas serem presenciais.

Esse tipo de sistema de avaliação remota é reflexo de um novo momento pelo qual a educação passa no Brasil e no mundo.

O ensino e provas a distância já são uma realidade para milhares de estudantes em todo o país, e é sobre essas transformações que falaremos ao longo deste artigo.

Se você tem curiosidade a respeito do assunto, fique conosco até o final do texto e entenda um pouco mais sobre o ENEM Digital e as possibilidades que o ensino a distância propicia.

 

O ENEM

Criado em 1998 pelo ministério da educação, o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) tinha por objetivo inicial fazer uma grande prova em todo o país, com o intuito de avaliar a qualidade do ensino e nível de aprendizado dos estudantes brasileiros.

A partir dos resultados e dados obtidos, a ideia era propor mudanças para melhorar o nível do ensino médio no país.

Com o passar dos anos, o ENEM foi se modificando e, a partir de 2009, começou a ser usado como forma de ingresso em universidades federais e privadas – estas por meio de bolsas de estudo via Programa Universidade Para Todos (ProUni).

Além disso, o ENEM permite ao estudante ingressar em outros programas do governo federal, tais quais o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), além de convênios com universidades portuguesas.

estudante enem-1

Como será o ENEM Digital?

A versão digital do ENEM inicia na edição de 2020 da prova, como uma espécie de teste de um novo formato, desta vez on-line, e deve ser aplicada em cerca de 100 mil estudantes.

A diferença principal é que, em vez de a prova ser feita no papel, o ENEM Digital será feito em um computador.

Nesta primeira edição, entretanto, a redação seguirá sendo feita manualmente, inclusive para quem fizer a prova no formato digital.

Por questões de segurança, os candidatos não farão as provas em computadores próprios, em casa. Os inscritos devem se deslocar até os locais onde ocorrem as provas.

Em entrevista ao site UOL, Alexandre Lopes, presidente do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), órgão responsável pela elaboração do ENEM, afirmou que esta primeira edição on-line será feita ao máximo parecida com a versão tradicional, em papel. A ideia é que nenhuma modalidade seja beneficiada ou penalizada.

Alexandre ainda garante que os computadores nos quais as provas serão realizadas não permitirão fraudes: "O candidato só consegue acessar o ambiente da prova. Ele não consegue dar um alt + tab, por exemplo, e acessar outros tipos de programa. Então, não vai ter como colar na internet”, afirma o presidente do Inep.

Sobre as provas, o conteúdo será o mesmo, porém as questões diferentes.

Nos dias de prova, os candidatos que optaram pelo ENEM Digital receberão uma folha de rascunho e gabarito, exatamente como na versão tradicional do exame.

Assim como acontece na versão impressa do ENEM, somente os candidatos que ficarem até os 30 minutos finais da aplicação do exame podem levar a folha de rascunho e gabarito para casa.

Para essa primeira edição, cerca de 90 cidades brasileiras receberão as provas do ENEM digital. A previsão inicial do Inep era de 50 mil inscritos, porém a demanda foi maior que o estimado e este número dobrou.

A tendência é que nos próximos anos o ENEM migre gradualmente para o formato digital, com previsão de que, em 2026, as provas sejam totalmente on-line.

ciencia de dados

Benefícios do ENEM Digital

Embora seja um formato piloto, o formato do ENEM Digital deve ser ampliado nos próximos anos.

Dentre os benefícios apontados para este novo formato estão a economia na impressão das provas em papel, o impacto sustentável dessa medida, a possibilidade de realização de provas em outras datas ao longo do ano, além de evitar transtornos logísticos, como o atraso na chegada das provas por algum acidente ou dificuldade de acesso.

A tecnologia e a educação

O novo formato do ENEM, com a migração gradual para o modelo digital vem ao encontro de uma transformação que ocorre em todo o mundo nos últimos anos.

O ensino a distância já é uma realidade, especialmente no Brasil. De acordo com o censo do ensino superior, o número de vagas ofertadas para o formato EAD já é maior do que do presencial, em instituições privadas.

Isso ocorre por vários motivos, especialmente por conta da flexibilidade que o ensino a distância permite ao estudante.

Desta forma, quem opta por fazer uma graduação EAD pode conciliar os estudos com o trabalho e rotina familiar.

Não que seja impossível fazer uma faculdade, trabalhar e, ao mesmo tempo, dar conta da rotina pessoal e social, porém é mais difícil.

O estudante EAD pode criar um cronograma que o permita assistir às aulas quando puder, uma vez que os conteúdos (livros, apostilas, videoaulas) ficam disponíveis 24 horas por dia, durante os 7 dias da semana.

Cursos EAD da UNIARP

A Uniarp também está inserida neste contexto de ensino a distância.

Atualmente, a instituição oferece mais de 10 cursos EAD e semipresenciais, como Administração, Pedagogia, Educação Física, Marketing e Ciências Contábeis, entre outros.

Nos cursos EAD, as aulas são 100% on-line, através do ambiente virtual de aprendizagem (AVA).

Já nos semipresenciais, o estudante vai até a universidade fazer aulas práticas, enquanto as matérias teóricas são feitas a distância, bastando ter acesso a internet num computador, tablet ou celular para estudar.

As provas de ambas as modalidades ocorrem de forma presencial.

Muita gente tem dúvida quanto à validade do diploma de uma graduação EAD.

Se você também tem essa preocupação, fique tranquilo, pois atualmente, no Brasil, o peso de um diploma de graduação EAD é o mesmo do presencial.

A única atenção que o estudante precisa ter é quanto à instituição de ensino que escolher para fazer um curso a distância.

Para evitar problemas futuros, é necessário que a universidade escolhida seja reconhecida pelo MEC.

Uso da nota do ENEM para ingressar no EAD

Assim como ocorre nos cursos presenciais, as graduações EAD também aceitam o desempenho no ENEM como forma de ingresso.

Na UNIARP, isso acontece da seguinte maneira: o candidato faz a inscrição gratuita neste link.

Em seguida, escolha o curso, o polo onde deseja estudar e o ano em que fez o ENEM.

Após, é solicitado o CPF para conferência do desempenho no exame, no site do MEC.

Se o estudante teve um resultado satisfatório na prova, está aprovado para começar a estudar.

Além disso, dependendo da nota no ENEM, é possível conseguir descontos nos valores das mensalidades que chegam até a 100%.

enem digital

Como funciona a pontuação do ENEM?

Diferente de muitos vestibulares, em que o desempenho do candidato é medido simplesmente pela soma de questões acertadas, no ENEM o critério adotado é outro, com um sistema que dá pesos e valores diferentes para as questões.

Chamado de Teoria de Resposta ao Item (TRI), este modelo prevê que as questões mais difíceis tenham maior pontuação, e por consequência, dá menos pontos às questões com grau de dificuldade menor.

A intenção é que a nota obtida reflita ao máximo o grau de conhecimento daquele estudante.

Desta forma, fica quase impossível que alguém possa ir bem sem realmente ter domínio dos conteúdos.

A pontuação do ENEM vai de 0 a 1000. É considerado um bom desempenho quem obteve nota superior a 600, porém quem tirou acima de 450 se credencia para ingressar em algumas universidades.

Porém, quem quer entrar em cursos concorridos, como medicina, direito e engenharias deve pensar em tirar uma nota acima de 700 pontos.

A redação também tem pontuação que varia entre 0 e 1000 pontos, e para que seja válida, deve ter pelo menos 7 linhas de texto e estar condizente com o tema proposto.

Conclusão

Uma das características mais marcantes do ENEM ao longo de mais de 2 décadas é o caráter inovador.

Prova disso é o início de um formato on-line.

O ENEM Digital está começando, mas veio para ficar, atendendo a uma tendência forte de migração dos modelos de educação para formatos remotos e, por que não, sustentáveis.

A pandemia do novo coronavírus nos fez adaptar para o on-line grande parte das atividades, sejam elas do trabalho, relacionamento com família e amigos, e também ensino.

Aulas remotas passaram a ser a realidade de milhares de estudantes, tornando claro que o formato EAD é uma alternativa viável e com ótimos resultados.

Como você viu ao longo deste artigo, a UNIARP está alinhada com essas novas tendências, ao oferecer ensino de qualidade mesmo para quem não pode estar presente nas aulas diariamente.

Se você tem curiosidade de saber mais sobre como funciona o ensino a distância, recomendamos a leitura deste texto, com vantagens e desvantagens dessa modalidade.

Caso esteja convencido que o EAD é um bom caminho para você, inscreva-se agora mesmo e inicie seus estudos o quanto antes.

New call-to-action

Inscreva-se

New call-to-action
O que você achou dessa publicação?
Deixe seu comentário aqui.
BUY On HUBSPOT