<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=2736481836612313&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Já imaginou trabalhar em prol de um mundo melhor, mas não sabe o que faz um assistente social?

O mercado para o formado em Serviço Social segue crescendo e a profissão tem sido cada vez mais valorizada e requisitada no mercado de trabalho.

O assistente social é qualificado para analisar a fundo situações que vemos nos noticiários diariamente e, principalmente, agir diante dos problemas. Pode atuar no setor público ou no privado, no atendimento à população e na formulação e execução de políticas públicas que possibilitem à população acessar seus direitos.

Mas o que faz um assistente social na prática?

É sobre isso que vamos falar nesse texto feito para te ajudar a planejar seu futuro profissional.

Então, leia até o final para saber tudo sobre o que faz um assistente social e conheça melhor a profissão. Confira o conteúdo:

Na imagem, uma mulher mexe em um notebook.

O que faz um assistente social?

Assistentes sociais possuem uma formação crítica qualificada para analisar e intervir nos problemas sociais mais profundos do Brasil. Assim, todo e qualquer projeto feito para a sociedade passa pela mão desse profissional. Veja o que faz um assistente social:

Identifica e age diante problemas sociais

O Brasil é um país com uma enorme desigualdade social. Por isso, assistentes sociais podem atuar em situações de violação de direitos humanos como trabalho análogo à escravidão, analfabetismo, pessoas em situação de refúgio, situação de rua, falta de renda, migração e tantos outros.

Atua na preservação de direitos

O assistente social atua na defesa dos direitos, ajudando a implementá-los em benefício da população. Isso envolve analisar, elaborar, coordenar e executar planos, programas e projetos para viabilizar os direitos da população e seu acesso às políticas sociais, como a saúde, a educação, a previdência social, a habitação, a assistência social e a cultura.

Ajuda a propor políticas públicas

Também elabora laudos, pareceres e estudos sociais, além de realizarem avaliações, análise de documentos e estudos técnicos e coleta de dados e pesquisas para, também, auxiliar na formulação e execução de políticas públicas que possibilitem o acesso aos direitos.

Busca igualdade social

O trabalho do assistente social tem como objetivo reduzir as desigualdades. Por isso, analisam as condições de vida da população e orientam as pessoas ou grupos sobre como ter informações, acessar direitos e serviços para atender às suas necessidades. Tudo isso buscando mais igualdade social.

Pode trabalhar com diversos públicos

Assistentes sociais podem trabalhar com diversos públicos: movimentos sociais em defesa dos direitos da mulher, da classe trabalhadora, da pessoa idosa, de crianças e adolescentes, da população LGBT, negros e negras e de indígenas. Pode também atuar ao lado de profissionais de outras áreas, como psicologia, educação, enfermagem, direito, dentre outras.

Essas características fazem do assistente social uma profissão extremamente importante para nossa sociedade, ainda mais para o nosso país, onde existe a desigualdade é muito profunda.

Tendo isso em vista, o formado em Serviço Social pode atuar em diversos espaços, pois está capacitado para:

  • Elaborar, formular, executar e avaliar políticas sociais, principalmente em órgãos públicos federais, estaduais e municipais;
  • Prestar orientação a indivíduos, grupos e famílias;
  • Realizar estudos sociais em relação a bens e serviços públicos;
  • Planejar, organizar e administrar benefícios sociais;
  • Assessorar órgãos, empresas e movimentos sociais;
  • Atuar na docência e realizar pesquisas científicas;
  • Elaborar pareceres sociais, laudos, projetos e relatórios;
  • Realiza a gestão e direção em organismos públicos e privados.

O papel do assistente social em nossa sociedade

O Brasil é o segundo país do mundo em quantidade de assistentes sociais, ficando atrás apenas dos Estados Unidos. Conforme a plataforma Politize!:

“A importância do Assistente Social na sociedade moderna e pós moderna é devido aos polos industriais, que vão traçando um novo perfil dos trabalhadores que saem do campo, ou do trabalho não reconhecido (trabalho escravo e análogo), e enfrentam divergências na sociedade, como a má distribuição de renda, o analfabetismo, violência doméstica e entre outras expressões da questão social.”

Em outras palavras, o que um assistente social faz é ficar cara a cara com os problemas sociais, lidando diretamente com pessoas que estão em situação de vulnerabilidade.

Confira os princípios e valores que fazem essa profissão ser fundamental para o nosso país:
  • Garantia da liberdade, concebida como autonomia, emancipação e pleno desenvolvimento dos indivíduos;
  • Defesa ampla dos direitos humanos contra todo tipo de exploração, opressão e autoritarismo;
  • Universalização de direitos sociais e das políticas públicas;
  • Consolidação da democracia, entendida como participação política;
  • Defesa da equidade e da justiça social, a universalização do acesso a bens e serviços e sua gestão democrática;
  • Compromisso com a qualidade na prestação dos serviços, competência profissional e articulação com outras categorias de trabalhadores/as;
  • Fortalecimento das lutas sociais e apoio aos movimentos organizados da classe trabalhadora.

Como afirma o Conselho Federal de Serviço Social:

“o/a assistente social brasileiro/a assume compromisso com os interesses e necessidades da classe trabalhadora, com a superação das desigualdades sociais e construção de uma sociabilidade que não mercantilize a vida.”

Então, tudo o que um assistente social faz tem um papel muito importante e valioso para termos condições mais dignas de vida em nossa sociedade.

Na imagem, observamos uma reunião de trabalho com seis. Observamos seis pessoas no ambiente.

Onde o assistente social pode trabalhar?

Como são profissionais que estudam a realidade brasileira e trabalham, em sua maioria, diretamente com a população, o mercado de trabalho para o formado em Serviço Social é bastante amplo.

O assistente social trabalha no planejamento, organização e administração dos programas e benefícios sociais fornecidos pelo governo, assim como na assessoria de órgãos públicos, privados, organizações não governamentais (ONG) e movimentos sociais. Pode também trabalhar como docente em faculdades e universidades que oferecem o curso de Serviço Social.

Por isso, é possível encontrar o assistente social trabalhando em:
  • Autarquias
  • Centros de convivência
  • Creches
  • Empresas privadas
  • Governos estaduais
  • Hospitais
  • Instituições públicas e privadas
  • Institutos técnicos
  • Ministérios
  • Movimentos sociais
  • Organizações não governamentais (ONG)
  • Organizações públicas
  • Prefeituras
  • Sindicatos
  • Unidades de Saúde
  • Universidades públicas e privadas

Além disso, tem crescido a procura por assistentes sociais para prestarem consultoria e assessoria para empresas com projetos filantrópicos.

Qual a diferença entre assistência social e serviço social?

Falar de assistência social e serviço social sempre causa confusão, pois parecem a mesma coisa. Daniela Neves, assistente social ex-conselheira do Conselho Federal de Serviço Social, afirma que é essencial saber a diferença entre esses termos.

Serviço Social é a profissão de nível superior. Também se refere ao curso de graduação que o estudante universitário faz para se tornar um assistente social no futuro.

Assistente social é o profissional com graduação em Serviço Social e registro no Conselho Regional de Serviço Social (CRESS) do estado em que atua.

Assistência social, por sua vez, é uma política pública prevista na Constituição Federal e, assim como a educação, saúde e previdência social, também é um direito de todos os cidadãos e cidadãs. Esta política é regulamentada pela Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS) e é uma das áreas de atuação do formado em Serviço Social.

Assistencialismo também é um termo que causa confusão nesse meio, pois pode ser entendido como caridade. Trata-se de uma prática (individual, grupal, social), envolvendo organizações governamentais e entidades sociais com o objetivo de ajudar temporariamente a parcela mais desfavorecida da população - diferente do que faz um assistente social.

Como se tornar um assistente social?

Para se tornar assistente social, é preciso cursar Serviço Social em uma instituição que seja reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), caso contrário seu diploma não será válido.

Depois de concluir o curso, é obrigatório se registrar no Conselho Regional de Serviço Social do estado em que irá trabalhar. Sem o registro não é possível exercer a profissão de assistente social.

O que se estuda no curso de Serviço Social

O aluno que cursa Serviço Social está qualificado para atuar em benefício de uma sociedade mais justa e igualitária.

Sendo assim, a grade curricular para o futuro assistente social envolve fundamentos da cidadania, procurando garantir o acesso à educação, saúde, alimentação, moradia, emprego e a outros direitos fundamentais da população através de políticas públicas e sociais.

É possível fazer Serviço Social EAD a distância?

O curso de Serviço Social tem duração de 4 anos e pode ser feito a distância.

Antes de tudo, procure por uma boa universidade e veja as formas de ingresso. Verifique também se o curso é reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC) para que seu diploma seja válido.

Conclusão

O assistente social é um profissional fundamental na luta por uma sociedade mais justa e digna. Assim, o mercado de trabalho está de braços abertos para o formado em Serviço Social atuar em diferentes segmentos.

Então, se você está pronto para alavancar seu futuro profissional, saiba que estudar online é a escolha certa para quem precisa conciliar trabalho e estudo, além de economizar nas mensalidades.

Com a expansão do Ensino a Distância (EAD) ficou muito mais fácil conseguir um diploma.

A UNIARP tem mais de 40 anos de tradição formando profissionais prontos para os desafios da profissão. O formado em Serviço Social não sai apenas com o diploma em mãos, mas com a capacidade de trabalhar por uma sociedade melhor e mais justa.

Você pode estudar de onde e quando quiser com a mesma qualidade do ensino presencial, inclusive os mesmos professores. As aulas são online, mas toda a estrutura do campus universitário fica à sua disposição.

E aí, conseguiu entender o que faz um assistente social? Se chegou até aqui, já sabe tudo sobre o que faz um assistente social e como é a profissão. Agora é com você! Conheça mais sobre o curso de Serviço Social EAD da UNIARP e conquiste seu lugar no mercado de trabalho.

New call-to-action

Inscreva-se

New call-to-action
O que você achou dessa publicação?
Deixe seu comentário aqui.
BUY On HUBSPOT